SESSÃO MEMÓRIA:30 ANOS DO TRI BRASILEIRO INVICTO DO INTERNACIONAL

on

Dia 23 de Dezembro de 1979, antevéspera de Natal. O Internacional de Porto Alegre conquistava o Brasil pela terceira vez e o mais impressionante:invicto. A equipe do Sul do Brasil acabaria se tornando uma dfas melhores do país na segunda metade dos anos 70 com craques muito habilidosos.

O Campeonato Brasileiro daquele ano foi uma verdadeira loucura. A CBD (antigo nome da CBF) decidiu criar um torneio com 94 clubes (!!) algo inpensável para os padrões de hoje. O objetivo era integrar o máximo de equipes do Brasil todo em um campeonato só. Ideia do governo militar era mostrar que o país estava bem integrado. Como dizia o ditado da época:"Quando a ARENA vai mal, mais um no Nacional. Quando a ARENA vai bem, mais um também".

Apesar de ter sido um campeonato muito grande por conta do número de equipes participantes, o Brasileiro de 1979 foi relativamente curto, durando três meses, mais ou menos, com os clubes menores começando a disputa nas primeiras e segundas fases, todas elas divididas em grupos de dez, onde os cinco primeiros passavam de fase.

O Internacional, como outros grandes clubes, entrou na terceira fase do torneio. O grupo do Inter tinha o América-RJ, Operário-MS (terceiro lugar em 1978), o arqui-rival Grêmio, Santa Cruz, Atlético Paranaense, Figueirense, Coritiba, Rio Branco e Sport Recife. O Colorado terminou classificado em primeiro lugar na sua chave, com 9 jogos disputados, 6 vitórias e três empates. Os oito primeiros colocados do grupo passaram para a fase seguinte.

Na quarta fase, o Inter caiu num grupo que tinha Atlético Paranaense, Desportiva Ferroviária, Inter de Limeira, Caldense, São Paulo-RS, Anapolina e Goytacaz. Oito times em cada grupo e o Internacional classificou-se em primeiro lugar novamente. Sete jogos disputados, quatro vitórias e três empates.

No início de dezembro chegou a quinta fase, desta vez o Inter caiu num grupo com mais três adversários:Goiás, Cruzeiro e Atlético Mineiro. Lógico que era um grupo muito mais forte que os anteriores, mas mesmo assim os gaúchos não se intimidaram e se classificaram em primeiro lugar da chave, tendo o direito de disputar as semi-finais. Três jogos disputados, três vitórias. O favoritismo era todo para os gaúchos.

Nas semi-finais, os colorados pegaram o forte time do Palmeiras, que estava há três anos sem conquistar um título, mas ainda tinha bons jogadores em seu elenco. O primeiro jogo, disputado em São Paulo deu vitória apertada dos gaúchos por 3X2. No jogo de volta no estádio Beira-Rio, o Inter apenas empatou em 1X1 para se garantir na final.

A final foi disputada contra o Vasco. O time carioca havia despachado o Coritiba nas semi-finais e o Internacional era o grande favorito ao título. No primeiro jogo da final, no Maracanã, o time colorado confirmou seu favoritismo e derrotou os vascaínos por 2X0, com dois gols de Chico Spina. No jogo de volta, dia 23/12, no Beira-Rio, o Inter apenas precisou administrar sua vantagem, mas mesmo assim marcou dois gols nos cariocas. Jair e Falcão. O Vasco diminuiu o placar com gol de Wilsinho, mas não dava mais tempo pra nada. O Inter conquistava o Brasil pela terceira vez e de maneira invicta.

HINO DO INTERNACIONAL
Glória do desporto nacional
Oh, Internacional
Que eu vivo a exaltar
Levas a plagas distantes
Feitos relevantes
Vives a brilhar

Correm os anos surge o amanhã
Radioso de luz, varonil

Segue a tua senda de vitórias
Colorado das glórias
Orgulho do Brasil

É teu passado alvi-rubro
Motivo de festas em nossos corações
O teu presente diz tudo
Trazendo à torcida alegres emoções
Colorado de ases celeiro
Teus astros cintilam num céu sempre azul
Vibra o Brasil inteiro
Com o clube do povo do Rio Grande do Sul

Internacional Tri-Campeão Brasileiro de 1979
Em pé:João Carlos, Benítez, Mauro Pastor, Falcão, Mauro Galvão e Cláudio Mineiro
Agachados:Valdomiro, Jair, Bira, Batista e Mário Sérgio
Técnico:Ênio Andrade

4 comentários:

carol sakurá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carol sakurá disse...

Olá!
Belo texto,mas não sei porque não tenho simpatia pelo Inter...rs

Desejo um feliz natal repleto de alegria e paz!

Abs!

Leonardo Resende disse...

Grande Leo,

Belo texto. Homenagem merecida a um grande time da historia do futebol nacional!

A Marcelinha que vai curtir esse post, hahaha!!

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço e feliz natal!,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

carol sakurá disse...

Cortar o tempo

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente
Carlos Drummond de Andrade

Beijos e feliz 2010!

Carol Sakurá