Blogosfera na África 2010: Grupo H-Chile

on


Fechamos o nosso quadro "Blogosfera na África 2010" com a seleção do Chile, a trigésima segunda seleção da Copa. O país dos vinhos, no Monte Aconcágua, o país mais estreito do mundo.

O Chile estreou na Copa do Mundo de 1930, no Uruguai, onde ficou com o quinto lugar. Os chilenos ficaram de fora dos dois Mundiais seguintes, só voltariam em 1950, no Brasil. No Mundial do Brasil, La Roja caiu na primeira fase com duas derrotas para a Inglaterra e para a Espanha e uma vitória sobre os Estados Unidos.

Os chilenos precisaram de 12 anos para voltar para uma Copa do Mundo. O Chile foi a sede da sétima edição do Mundial, dois anos depois de um violento terremoto que destruiu a capital Santiago. O Chile ficou no Grupo 2 com Alemanha, Itália e Suíça.

O Chile estreou bem vencendo os suíços por 3X1. O jogo seguinte foi considerado um dos mais violentos da história, ficou conhecido como a "batalha de Santiago" onde chilenos e italianos esqueceram da bola e trocaram chutes e pontapés. Na bola, o jogo terminou em 2X0 para os chilenos. Fora de campo foram dois jogadores expulsos. No jogo seguinte, o Chile perdeu para os alemães por 2X0, mas mesmo assim se garantiram na segunda fase, em segundo lugar do grupo.

Nas quartas de final, o Chile venceu a forte seleção da União Soviética por 2X1. Nas semis, perderam para o Brasil pelo placar de 4X2. Na disputa pelo terceiro lugar, derrotaram a Iugoslávia por apenas 1X0 e ficaram com a medalha de bronze, sua melhor colocação em Copas.

Em 1966, na Inglaterra, a campanha foi um verdadeiro fracasso. La Roja foi eliminada na fase de grupos ainda, ficando em 14º lugar. Em 74, na Alemanha, ficaram de fora novamente na primeira fase, terminando em 11º, mas tiveram o primeiro jogador expulso na história das Copas: Carlos Caszely.

Em 1982, na Espanha, o Chile teve a sua pior campanha em Mundiais. Ficaram com o 22º lugar entre os 24 participantes. Foram eliminados na primeira fase, sem marcar pontos. Em 1998, dezesseis anos depois, a seleção chilena levou à França a melhor geração de jogadores de sua história. Liderados por Ivan "Ban Ban" Zamorano e Marcelo Salas (foto), La Roja passou para as oitavas de final após terminarem em segundo lugar do grupo. Nas oitavas de final, foram goleados pelo Brasil pelo placar de 4X1.

Confira agora os gols de Chile 2X4 Brasil pelas semifinais da Copa do Mundo de 1962


Um comentário:

carol sakurá disse...

Olá,Leo!
Você teve notícias do tamanho da delegação chilena?
A equipe mais 14 jogadores para treinamentos.Inclusive,o técnico chegou a usá-los durante os últimos amistosos,sem que eles estivessem sequer escalados pra copa.
Ah....e 100 policiais para segurança.
Status de campeã...rs.
Abs e curta o dia dos namorados!